Pet Saudável companhia

Dicas Especiais

Quarta-feira, 10 de Janeiro de 2018

HORÁRIO DE VERÃO: CUIDADOS COM OS PETS

Horário de verão: cuidados com os pets.
HORÁRIO DE VERÃO: CUIDADOS COM OS PETS
HORÁRIO DE VERÃO: CUIDADOS COM OS PETS
Ampliar
HORÁRIO DE VERÃO: CUIDADOS COM OS PETS
HORÁRIO DE VERÃO: CUIDADOS COM OS PETS

A chegada do horário de verão traz mudanças não apenas para os humanos, como também para os pets. Pelo fato dos peludos acompanharem a rotina de seus donos, eles sofrem uma mudança comportamental e podem ficar mais ansiosos, cansados, famintos e com latidos em excesso. Não estranhe se o seu amigo estiver sonolento ou pedir a comida em horário diferente do costume, ele precisa de pelo menos sete dias para se adaptar com a mudança.

Para facilitar essa transição, vale alguns cuidados extras com o seu cão ou gato. Uma medida importante a ser tomada é alternar os horários de alimentação e passeios. Muitas vezes, na hora de passear, o seu pet pode não estar pronto para as suas necessidades e a caminhada será mais demorada. Se você alternar os horários, a adaptação será mais fácil quando o relógio for atrasado novamente.

Animais com pelagem clara e pelos curtos merecem atenção redobrada nesta época. Mesmo que a exposição ao sol seja muito importante para a fixação da vitamina D, a permanência excessiva no mesmo pode resultar em uma dermatite. Por isso, não esqueça de aplicar o filtro solar no seu pet, principalmente em seu focinho. Para evitar queimaduras nas patas em dias ensolarados, os sapatinhos e botinhas são uma ótima opção.

Vamos aos esportes? Atividades físicas são sempre bem-vindas na vida dos animais já que proporcionam qualidade de vida, alegria e diversão. Na hora do passeio ou da brincadeira, escolha um horário em que o sol não esteja tão forte, evitando assim a fadiga e a desidratação do pet. Para os animais cardíacos ou com sobrepeso, seguir as orientações de um médico veterinário é indispensável.

Uma dica muito importante para o seu amigo curtir o horário de verão de forma saudável, é a vermifugação. É nessa época do ano que cães e gatos ficam mais vulneráveis aos vermes. Devido ao risco aos seres humanos, é fundamental que a vermifugação seja periódica e com orientação veterinária. Mesmo que o pet não apresente alguns sinais clínicos quando acometidos por esses indesejáveis invasores, ele pode também nada aparentar e transmitir esses parasitas a toda família. Por esse motivo, a vermifugação e a visita ao médico veterinário são tão importantes, para que o problema não apareça, ou, seja imediatamente tratado.

Vermifugue com Vermivet, quem ama não esquece!

Voltar