Pet Saudável companhia

Dicas Especiais

Sexta-feira, 14 de Outubro de 2016

Quando devo vermifugar meu pet?

Um dos problemas mais comuns de ser encontrados nos pets, são os vermes.

De acordo com o tipo e a quantidade do parasita presente no organismo do animal, os danos que uma verminose pode causar são diversos, como por exemplo a diarreia, fezes com sangue, falta de apetite, vômito, anemia e problemas da pelagem e obito. Por isso, é fundamental que o dono vermifugue o seu melhor amigo com frequência, não só para a proteção do bichinho, mas para toda a família que convive com ele.

Uma maneira eficaz para identificar qual verme está infectando seu animal, é o exame de fezes. Como ele não é eliminado diariamente, é necessário coletar as fezes por três dias consecutivos, aumentando assim as chances de encontrar o parasita.

O Ideal para manter o seu peludo livre de tais parasitas, é vermifugá-lo no mínimo três vezes ao ano. O ciclo de vermifugação é simples, confira:

Os cães devem receber a primeira dose do vermifugo entre os seus 15 e 30 primeiros dias de vida, repetindo a dose por mais uma a três vezes após a inicial, com intervalos de 15 dias. Já no caso dos felinos, a primeira dose deve ser administrada aos 30 dias de vida e repetida após 15 dias. Depois disso, as doses deverão ser, pelo menos, a cada trimestre para o resto de sua vida, visto que são mais autônomos e possuem mais contato com ambientes externos. As cadelas prenhes devem ser vermifugadas antes da cobertura e, depois, a partir de 45 dias de gestação. Posteriormente deve ser tratada simultaneamente com os filhotes, no 14º a 15º dias pós-parto. Não se esqueça que durante a formação do feto até os 45 dias, não é aconselhável administrar vermífugo para a cadela, pois pode atrapalhar na formação do feto.

Não se esqueça que estamos no período da dose de primavera! Acesse o nosso simulador agora mesmo e descubra o vermífugo ideal para proteger o seu amigo!

Fonte:  linhavermivet.com.br
Voltar